domingo, 31 de julho de 2011

GRES BEIJA-FLOR DE NILÓPOLIS (NILÓPOLIS/RJ)

Criador de "Rio" levou jornalistas estrangeiros para conhecer o samba na quadra da Beija-Flor
Por Fábio Silva
Diretor do filme "Rio", o carioca Carlos Saldanha foi o anfitrião de um grupo de jornalistas estrangeiros, predominantemente de veículos de imprensa europeus, na Beija-Flor, em Nilópolis, na tarde desta quinta-feira, 28.
Os profissionais estiveram na quadra da campeã do Carnaval, a convite da Fox, para o lançamento internacional do Blu-Ray e do DVD do longa de animação. Os visitantes estão no Rio conhecendo paisagens cariocas e o cotidiano de uma escola de samba que Saldanha levou para os cinemas ao contar a história da arara Blu.
Durante a passagem do grupo pela azul e branco, os visitantes tiveram aulas de samba no pé com a rainha de bateria, Raíssa de Oliveira, e com parte do time de passistas da escola. Respondendo às perguntas dos jornalistas, mestre Rodney, que comanda os ritmistas da Beija-Flor ao lado de mestre Plínio, explicou como se dá a preparação da bateria para o espetáculo e como consegue reger tantos componentes na Avenida. Saldanha e os jornalistas estrangeiros também viram algumas fantasias que a escola levou à Marquês de Sapucaí no último Carnaval, no desfile que deu o décimo segundo campeonato à Beija-Flor, com a homenagem ao Rei Roberto Carlos.
O lançamento do DVD e do Blu-Ray do filme acontecerá a partir da segunda quinzena de agosto.

http://www.galeriadosamba.com.br/V41/NI.asp?CJBBE70
Clique para aumentar a imagem

CARNAVAL CARIOCA

As últimas batidas do surdo: escolas dos Grupos de Acesso podem virar blocos
Por Fábio Silva
Desde o carnaval 2008, a Liesa reduziu o número de escolas no Grupo Especial para 12. Com isso, agremiações como Império, Caprichosos e Estácio perderam espaço, ficaram relegadas aos Grupos de Acesso e, a cada ano, perdem força. E o fenômeno que aconteceu com as grandes potências agora vai se repetir no andar de baixo.
A partir do ano que vem, os grupos C, D e E vão rebaixar seis escolas por ano e, em 2014, dez escolas de samba vão ser obrigadas a virar blocos de enredo - ou seja, entrarão num caminho quase sem volta, em que uma das hipóteses mais prováveis é enrolar a bandeira.
O pior disso tudo é ver que, nos grupos C, D e E, estão agremiações de importância fundamental para o nosso carnaval, como Em Cima da Hora, União de Vaz Lobo, Unidos da Ponte, Leão de Nova Iguaçu, Unidos do Jacarezinho, Unidos de Lucas e Lins Imperial.
Segundo Eduardo José, presidente da Associação das Escolas de Samba, a entidade responsável por estes grupos, a mudança vai ser uma "maravilha", porque vai dar mais força a estes desfiles.
- Essa medida vai qualificar as escolas dos grupos C, D e E, não permitindo $elas fiquem acomodadas. Os presidentes vão ter que investir o dinheiro no carnaval, se esforçar pra botar a escola na rua - diz.
O presidente da Associação não se mostra preocupado com o fato de as escolas enrolarem bandeira:
- Elas não vão acabar. Vão virar blocos de enredo, que fazem um ótimo desfile também. É bom porque assim elas podem se reestruturar para voltar mais fortes como escolas de samba.
Por trás da iniciativa de valorizar os grupos de Acesso está uma razão mais palpável: dividir a subvenção por menos escolas. Ou seja, a partir de 2014, o dinheiro da Prefeitura vai ser repartido por menos agremia$ções e, assim, sobra mais dinheiro para todo mundo.
- A subvenção já é muito pequena para estes grupos. É claro que vai ser melhor dividir dessa forma. Hoje as escolas do Grupo C recebem cerca de R$ 70 mil; as do Grupo D, R$ 40 mil; e as do Grupo E, apenas R$ 25 mil - conta Eduardo José.
A Associação diz que a ideia de reduzir o número total de escolas no carnaval de 72 para 62 veio da Prefeitura - e que não seria possível não acatar um pedido dos financiadores da festa. Procurado pelo EXTRA, o secretário de Turismo, Antonio Pedro Figueira de Mello, disse que não informado das mudanças.
Escolas já temem por futuro incerto
Com 30 anos dedicados a Vizinha Faladeira - sambando ou costurando fantasias e adereços do desfile, Jorge Alexandre assumiu a presidência administrativa da escola há 20 dias. Ele sabia bem o desafio que teria pela frente: falta de estrutura e de incentivos são velhos conhecidos das escolas dos grupos C, D e E. Essa semana, no entanto, teve outra surpresa ao ser informado também das mudanças de rebaixamento.
- Agora não podemos dar um vacilo em nada porque podemos cair. A Vizinha, que está no Grupo D, é uma das escolas mais tradicionais do carnaval, a mais antiga do Rio e não queremos que ela acabe - preocupa-se.
- A justificativa (para as mudanças) é organizar o carnaval. Mas as agremiações desses grupos não podem pagar por administrações erradas. As escolas que caírem do Grupo E tendem a sumir - endossou o presidente da União de Vaz Lobo, Adriano Jesus do Amaral.
Já o vice-presidente da Lins Imperial, Jorge Torresmo, acredita que, com a redistribuição da verba entre as escolas, será possível reforçar a estrutura dos barracões e promover desfiles melhores.
* As informações são do Jornal Extra

http://www.galeriadosamba.com.br/V41/NI.asp?fmeek98
Clique para aumentar a imagem

GRES MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL (RIO DE JANEIRO/RJ)

Mocidade realiza cerimônia de lançamento da pedra fundamental de sua nova quadra

Por Fábio Silva
A Mocidade Independente realiza no próximo dia 03 de agosto, a cerimônia de lançamento da pedra fundamental de sua nova sede, na Avenida Brasil, em Padre Miguel.
A solenidade contará com a participação do governador Sérgio Cabral Filho e do prefeito da cidade Eduardo Paes, peças fundamentais neste processo que será um divisor de águas na história da Verde e Branco de Padre Migue.
"A Mocidade agradece imensamente aos nossos governantes, que se empenharam e muito na realização deste antigo sonho. O terreno foi cedido pelo Estado e ficou a cargo da Prefeitura, a construção do prédio. Trata-se de um passo gigantesco em prol de um futuro sustentável. A nova quadra funcionará de terça a domingo como o novo pólo cultural da Zona Oeste da cidade", festejou o presidente Paulo Vianna.
Para celebrar a conquista, a Mocidade Independente está preparando uma grande festa no local da futura quadra. A partir das nove da manhã todos os segmentos da agremiação realizarão um desfile pelas ruas que circundam o terreno. O intérprete Luizinho Andanças, o casal Robson Sensação e Ana Paula e a bateria " Não Existe Mais Quente" da Super Direção também marcarão presença. A Estrelinha da Mocidade, escola mirim da Verde e Branco, participará do desfile e abrirá o cortejo.
Clique para aumentar a imagem

GRES ACADÊMICOS DE VIGÁRIO GERAL (RIO DE JANEIRO/RJ)

Abdias do Nascimento será enredo da Acadêmicos de Vigário Geral
Por Fábio Silva
Ativista do movimento negro, Abdias Nascimento, morto em maio deste ano será homenageado no Carnaval 2012 pela Acadêmicos de Vigário Geral, que desfila pelo Grupo D.
Poeta, político, artista plástico, jornalista, ator e diretor teatral e ativista de destaque do movimento negro e pela defesa dos direitos dos afrodescendentes em todo país e no mundo, Abdias Nascimento terá história mostrada com enredo "Uma vida de lutas: Abdias Nascimento", de autoria dos carnavalescos Afonso Delano e Vinicius Vaitsmann.
Confira a sinopse:
Enredo: "Uma vida de Lutas: Abdias Nascimento"
Sinopse
Abdias Nascimento. Nascia no inicio do século XX um negro, que contrariando as particularidades de sua própria época, tornou-se escritor, dramaturgo, poeta e artista plástico. Abdias Nascimento, em seu sentimento de justiça, trazia o sonho da libertação da cultura africana, ver seus iguais livres das marcas das chibatas, outrora destino inevitável.
O segundo filho de Dona Josina viveu o gigantismo de um sonho. Entoado pelos atabaques do Candomblé, encontrava nos orixás a forca que precisava para continuar uma missão. Obstinado, chegou ao parlamento, fundou partido. Pela luta racial foi indicado ao premio NOBEL, a mais importante premiação recebida por um homem, que sem desistir de um ideal, e é de Abdias Nascimento o merecimento da homenagem prestada por Vigário Geral.
Filho de um sapateiro e uma ama de leite, consegue com esforço se formar em Economia. Iniciou sua vida acadêmica em São Paulo. Mas, foi o Rio de Janeiro, um dos celeiros da cultura africana, onde concluiu a faculdade. Agora, em 38, Abdias é bacharel, aos poucos se torna doutor. E ganha notoriedade que atravessou continentes. Fundou a cadeira de Cultura Africana do Novo Mundo no Centro de Estudos Porto-riquenhos, na Universidade do Estado de Nova York. Com tanto talento e perspicácia teve de ter a cor da pele ignorada. A tarefa não era fácil aos abastados da época, que na primeira metade do século, com a herança escravocrata tão recente em suas veias tiveram foi que engolir o negro na mesma cadeira. Esse nome teve grande importância sobre a questão do negro no Brasil. Em sua longa trajetória, passou desde o movimento integralista. Era escultor e também poeta.
Com a Hermandad Orquídea viajou pela América do Sul. Ainda em Buenos Aires, estuda no Teatro Del Pueblo e de volta ao Brasil em 1941, é preso pelo crime de resistência, que teria cometido, antes mesmo de sua viagem e é trancafiado na extinta Penitenciária do Carandiru. Mas Nascimento não é desiste do sonho por estar atrás das grades e ao ganhar a liberdade realizou mais um feito, inaugurando o Teatro Experimental do Negro. Como um ativista do movimento negro, não agrada aos militares durante a ditadura e como muitos artistas foi mandado para um exílio. Este dura treze anos, mas como tem muita fé, regressa ao país depois da Lei da Anistia. Mas, o negrinho não era fácil e depois de tanto estudo, foi lutar onde devia.
Chegou ao parlamento para conquistar a causa maior. Criou leis e deu direitos, aos que antes deveres tinha. Abdias Nascimento depois de ser deputado, foi então ser secretario. De volta ao Rio de Janeiro, ficou responsável pela pasta Extraordinária de Defesa e Promoção das Populações Afro-Brasileiras. Não havia cargo mais adequado para cumprir uma saga e voou mais alto, desta vez no senado, onde atuou duas vezes, e já com nome e respeito não se limita e volta para o Rio de Janeiro. Ocupando-se dos Direitos Humanos, assunto polêmico ate hoje. Agarrado às suas raízes, mensageiro de Zumbi, tem no Candomblé sua fé. Sempre encontrou nos orixás motivação para lutar e também sempre os agradou, como manda a tradição. Mas, como tudo se funda, Abadias deixa a cena. Foi em 2001 seu último ato e muita gente se emocionou.
Descendentes de uma grande luta, somos todos negros, somos todos brasileiros. E como tradição negra é também o carnaval, não podia ser outra a homenagem dos herdeiros de Vigário Geral. " Na sua firme e harmoniosa estrutura dramática, na sua poesia violenta, na sua dramaticidade ininterrupta, ela também constitui uma grande experiência estética e vital para o espectador. Não tenham dúvidas que a maioria da crítica não vai entendê-la". Nelson Rodrigues.
Carnavalescos : Afonso Delano e Vinicius Vaitsmann
Texto : Isabel Boechat.

http://www.galeriadosamba.com.br/V41/NI.asp
Clique para aumentar a imagem

ARC MOCIDADE UNIDA DA GLÓRIA (VILA VELHA/ES)

IX Feijoada da Mocidade
Os preparativos para mais uma edição da nossa tradicional feijoada estão a todo vapor.  Este ano, além do show completo com passistas, casais de mestre sala e porta bandeira, baianas, a bateria Pura Ousadia e nossa rainha Fernanda Figueiredo, o evento terá chorinho e samba de raiz. Faça sua reserva. Os ingressos custam R$ 40,00.


ARC MOCIDADE UNIDA DA GLÓRIA (VILA VELHA/ES)

OMEÇA A 2ª ETAPA DAS ELIMINATÓRIAS DA MUG
Acontece neste domingo dia 31/07, a partir das 20h, a 2ª Etapa do concurso de samba de enredo da MUG. Das 10 obras classificadas, somente sete irão passar para Semifinal, no dia 07 de agosto.
Lembrando que o concurso terá uma semana de interrupção, quando será realizada a 9ª edição da tradicional Feijoada da MUG (14 de agosto). Mas, logo na semana seguinte, acontecerá a grande final que, por decisão da diretoria, contará com os quatro melhores sambas sobre o enredo Gonzagão! Filho do sertão. Majestade do baião – 100 anos em glória! Justíssima homenagem que a atual campeã do carnaval levará para a avenida concorrendo ao tetracampeonato.
O corpo de jurado, formado por nove integrantes, está analisando os sambas em três quesitos: Enredo, Letra e Melodia. Os ingressos das eliminatórias custam R$ 10,00 e o da Feijoada R$ 40,00.
2ª ETAPA DO CONCURSO DE SAMBA ENREDO DA MUG
Dia: 
31/07 domingo
Horário:
 20h
Local: 
Quadra da MUG
Entrada: 
R$ 10,00
Atrações:* Apresentação dos 10 sambas Classificados e 3 serão eliminados
* Bateria Pura Ousadia
* Passistas

Maiores Informações: Luciene Araújo
comunicacao@arcmug.com.br
http://www.arcmug.com.br

http://www.vivasamba.com.br/

GRES UNIDOS DE JUCUTUQUARA (VITÓRIA/ES)

JUCUTUQUARA REALIZA A 2ª ELIMINATÓRIA DO CONCURSO DE SAMBA ENREDO 2012 NESTE DOMINGO DIA 31/07
Acontece neste domingo dia 31/07, a partir das 19h30min, no Clube Álvares Cabral a 2ª Eliminatória do Concurso de Samba-Enredo da Unidos de Jucutuquara para o Carnaval 2012. Os ingressos custam R$ 10,00. Serão apresentados mais 05 composições inéditas e 3 serão classificadas para a próxima fase.
DIA E ORDEM DE APRESENTAÇÃO DOS SAMBAS CONCORRENTES
2ª Eliminatória - DOMINGO - 31/07
1º) Samba nº 05
2º) Samba nº 04
3º) Samba nº 03
4º) Samba nº 02
5º) Samba nº 01
2ª ELIMINATÓRIA DO CONCURSO DE SAMBA ENREDO DA JUCUTUQUARA
Dia: 
31/07 domingo
Horário:
 19h30min
Local: 
Clube Álvares Cabral
Entrada: 
R$ 10,00
Atrações:* Apresentação de mais 05 sambas concorrentes da Jucutuquara 2012
* Bateria do Mestre Genivaldo
* Intérpretes da Jucutuquara

Maiores Informações: Leda Lima Barreto (Diretora de Marketing e Comunicação)
(27) 9972-1903

http://www.vivasamba.com.br/

E-MAIL

Recebi e-mail de Tony Silvaneto, mestre-sala do GRES Imperatriz do Forte (Vitória/ES).
Bom dia Professor Roberto.
Eu e minha amada mulher, bem como Porta-Bandeira, viemos aqui agradecer a divulgação de um momento de nosso trabalho de Mestre-Sala e Porta-Bandeira nas Terra Capixabas.
Ficamos muito felizes, mesmo sabendo que o senhor divulga "flashs" de todas a Escolas do Brasil. Que por sinal, nos parece apaixonado por samba, assim como nós.
Um grande abraço e mais uma vez, obrigado.
Tony e Delma

SAMBA EM SÃO PAULO

GRCSES BEM-BEM (TARAUACA/AC)

Ai Nosso SAMBA DE ENREDO 

De Conto de Fada á alquimia 
O Vidro no nosso Dia a dia 


“Show de luz” A vida vidrada na BEM-BEM.
Meu peito bate forte, Uma coroa que me conduz,
Estrela de Ouro que Reluz.

Meu Pavilhão... Emoção...
Da Bruxaria á ilusão, Deu formas pra Vida,
Espelho, Espelho meu existe alguém mais linda do que eu,
Minha Coroa encantada brilha pra ser campeã 2x

Catedral Medieval eu colori,
Vem fazer a festa brincar cantar sorri,
Pois esse carnaval é colossal vem ser divertir

O Meu coração é um relógio,
Eu estou contando as horas
Pra gritar é campeão 2x

Deu forma de visão,
Da Branca de Neve a Alquimia
Fui a inspiração pro dom da criação...

É Tanta emoção, bate forte o tambor,
Vidrado em você meu Bem estou de amor... 2x

GRES ACADÊMICOS DE EROS (BARRA DO PIRAÍ/RJ)

Na madruga de sábado para domingo, na nossa quadra foi escolhido o samba enredo que nossa escola levará para o Sambódromo Anita Garibaldi em 2012, tentando o Bicampeonato.
Estavam dois sambas na disputa, onde o mais votado sairia campeão, e ajudaria a escola a faturar o bi.
Foram 15 jurados na quadra, e seriam contados os votos da internet.
Na internet o mais votado foi o samba composto pelos adolescentes, Mateus Meireles, Frajola, Rafael Cavalo Marinho e Douglas Souza que recebeu 8 votos.
Na quadra o samba composto pelos primos Nathalia Oliveira e Samir Pereira que recebeu 7 votos,somados com o da internet,eles ficaram com um total de 10 votos,e os compositores adolescentes na quadra receberam 8 votos totalizando 16 votos,e fazendo assim pela segunda vez uma escola de Barra do Piraí levar um samba enredo de adolescentes.

Veja a letra abaixo:

“Quem Viver verá... E navegará: Uma história de Navegador
Compositores: Mateus Meireles,/Frajola/Rafael Cavalo Marinho/Douglas Souza

Meu cavalo marinho está aqui, chegou
Trazendo novas rotas;
Os sete mares; desbravou
Na bagagem, lembranças
E novas histórias
As lendas, Maias e Vikings
Baleia rosa, Moby Dick

Navegante, navegador
Um tesouro guardou;
Do alto da Nogueira
Vem, barba negra

O comércio daqui começou
Novos rumos; tomou
O encontro com tecnologia
A bússola, inusitada magia
Lutando, fora contrabando
Abaixo a pirataria

Eu quero navegar, e amar
Eros eu sou, de coração
Nesse mar, vou navegar
E conquistar a multidão

GRES IMPÉRIO PRAIANO (QUINTÃO/RS)

Parabéns Tais Machado! Rainha do Império Praiano!

GRES IMPÉRIO PRAIANO (QUINTÃO/RS)

30/07 - Festa de escolha da Rainha


3ª TURMA CURSO TEMA ENREDO (PORTO ALEGRE/RS)

30/07 - Palestra de Sandro Rauly, carnavalesco da Vila Isabel (Viamão/RS)

GRES ALEGRIA DA ZONA SUL (RIO DE JANEIRO/RJ)

Sinopses 2012 - Alegria da Zona Sul

Em uma fazenda bucólica de uma cidadezinha calma do interior, vivia um jumento, pobre jumento, só vivia para o trabalho. No seu lombo carregava a horta, compras do armazém, água para o poço e tudo mais que tinha e o que seu patrão queria que ele carregasse. Era um jumento de carga, maltratado pelo dono, um fazendeiro inescrupuloso e brigão. Um belo dia, o jumento resolve fugir para realizar o sonho de ser músico, artista reconhecido, famoso sim e por que não?
O jumento pega sua maleta, sua trouxinha de roupas e ganha a estrada. No caminho encontra um cachorro, que também fugia de outra fazenda, dos maus tratos do seu dono. Mais adiante encontram uma gata, que queria ser livre, pois já que havia nascido pobre, não abria mão de ser livre, leve e solta! Andando um pouco mais encontram uma galinha que também havia fugido do galinheiro para não virar almoço de domingo. Dessa forma, os quatro animais formam um grupo de amigos inseparáveis : o paciente e tolerante jumento, o cachorro amigo e leal, a gata malandra e esperta e a galinha teimosa e inquieta.
Eles fugiram dos seus donos fazendeiros pelo mesmo objetivo, o de conquistarem a liberdade, e de não ficarem mais explorados no trabalho diário da fazenda. Eles fugiram em busca do sonho de serem músicos famosos e terem os seus direitos de expressão naturalmente, como devem ser com todos os seres vivos.
"Alô, liberdade levante, lava o rosto, fica em pé. Como é, liberdade ...vou ter que requentar o teu café. Bom dia, alegria. A minha companhia vai cantar, em doce harmonia - Pra te alegrar"
Assim os quatro bichinhos amigos caem na estrada deixando pra trás os seus donos, e os maus tratos, levando com eles, a esperança de dias melhores e a busca da felicidade. Os amigos artistas saem em caminhada pela estrada e vão seguindo o destino incerto e juntos seguem a sua trajetória em busca do sonho e do sucesso.
No caminho, depois de muito andarem chegam a uma casa colorida, espécie de hotel fazenda, que tem o nome de "Pousada do Bom Barão", o lugar ideal para eles pararem e descansarem um pouquinho.
Logo que chegam à frente da tal pousada, observam que há uma placa na porta e, nela está escrito, "proibido a entrada de animais".
Os amigos, muito cansados, resolvem abrir a porta desobedecendo a placa. Nesse momento, eles se surpreendem, pois dentro da casa estavam os seus ex-donos. Os maldosos os avistam e saem correndo para mata, porém o medo e covardia dura pouco, eles se juntam e descobrem que juntos os verdadeiros amigos são fortes e põe os seus donos fazendeiros para correr...
"Uma gata, o que é que tem? - As unhas. E a galinha, o que é que tem? - O bico. Dito assim, parece até ridículo, um bichinho se assanhar...
E o jumento, o que é que tem? - As patas. E o cachorro, o que é que tem? - Os dentes. Ponha tudo junto e de repente vamos ver o que é que dá. Junte um bico com dez unhas, quatro patas, trinta dentes, e o valente dos valentes, ainda vai te respeitar."
Os bichos amigos provam que a união faz a força e se você tem uma qualidade, por mais frágil que ela seja, quando se junta com outra e mais outra e outra mais, se torna forte tão forte que enfrenta tudo de ruim e de dificuldade que possa aparecer.
"Todos juntos somos fortes, somos flecha e somos arco. Todos nós no mesmo barco, Não há nada pra temer - Ao meu lado há um amigo, que é preciso proteger. Todos juntos somos fortes, não há nada pra temer!"
"O animal é tão bacana, mas também não é nenhum banana"
Assim eles expulsam e botam pra correr os seus ex-donos...
Saindo da "Pousada do Bom Barão", os amigos continuam o caminho para o sucesso, passa dia e passa noite, campos de flores, campos de girássois, estradas com setas que indicam : "sigam em frente", "vire a direita", "dobre a esquerda", "não volte para trás"!
Sol e lua, dia e noite, até que enfim finalmente chegam a uma cidade, seria ali a cidade do sucesso? Seria a Hollywood tão sonhada? E os bichos começam a sonhar com uma cidade ideal imaginária:
"Cachorro: A cidade ideal de um cachorro, tem um poste por metro quadrado, não tem carro, não corro, não morro e também nunca fico apertado.
Galinha: A cidade ideal da galinha, tem as ruas cheias de minhocas. A barriga fica tão quentinha, que transforma o milho em pipocas.
Gata: A cidade ideal de uma gata, é um prato de tripa fresquinha.Tem sardinha num bonde de lata, tem alcatra no final da linha.
Jumento: Jumento é velho e velho é sabido e por isso já está prevenido. A cidade é uma estranha senhora, que hoje sorri e amanhã te devora!!"
E o velho e sábio jumento, estava certo... na cidade só haviam prédios, carros, pessoas correndo, camelôs desajustados, engraxates desparafuzados, luzes neon que apagam e ascendem em todo momento. Ruídos, sons, barulhos e fumaças, sinos que tocam de aparelhos que os bichos nuncam pensaram que existissem : celulares, Iphones, Ipodes, matemática, informática, cidade caótica, cidade neurótica, cidade dramática. Violência era mais parecida com a cara dos fazendeiros patrões, ela era feia, sem dente, sem dó e que corria atrás dos bichinhos por ruas e viadutos como um pesadelo sem fim. Coisa igual nunca tinham visto! Eles descobrem que não seria ali, o lugar dos seus sonhos, não seria na cidade grande que os bichos amigos conheceriam o sucesso! Nessa fabulosa Xanadu o brilho é de mentira, como paetês que imitam diamantes nas fantasias de carnaval.
"Ói nós aqui, ói nós aqui. Hollywood fica ali bem perto, só não vê quem tem um olho aberto! Camelôs, malucos e engraxates. Aproveitem enquanto o sonho é grátis! Quem há de negar, que é bom dançar, que a vida é bela neste fabuloso Xanadu...Eu só tenho medo, de amanhã cair da tela, e acordar em Nova Iguaçu!"
Os bichos mais uma vez unidos, saem da cidade e voltam para estrada, caminham por mais uns dias, até que finalmente encontram um paradeiro. É uma lona colorida de circo ou é um circo colorido no meio da estrada? Tá certo, é meio mambembe, é meio pobrinho sim. Mas é lá nesse circo, que abriga vários artistas de rua e outros animais, que os bichos finalmente encontram o seu lugar. É lá que o jumento, o cão, a gata e a galinha são reconhecidos profissionalmente e vivenciam o verdadeiro sucesso!
Assim eles ficam felizes, num lugar humilde, mas colorido, com luzes fraquinhas de pisca-pisca, mas que lembram um céu lindo de estrelas luminosas! É nesse circo, que os bichos vão viver, trabalhar e conhecerem o sucesso, sempre tendo como filosofia de vida a união, a amizade, o cooperativismo, e a tolerância que são a base para se ter uma vida feliz!
Esse enredo foi inspirado no conto dos irmãos Grimm "Os Músicos da cidade de Bremen", que narra a história do encontro de quatro animais (um jumento, um cachorro, uma galinha e uma gata), que devido a maus tratos, fogem de seus patrões. Juntos decidem formar um grupo musical e rumam à cidade para começar a carreira artística. O conto ficou famoso no Brasil com montagem histórica teatral em 1977, no Canecão, com texto de Luiz Enriquez Bacalov e Sérgio Bardotti, as músicas foram escritas por Chico Buarque de Hollanda e direção de Pedro Cardoso. A peça teve como elenco de estréia Marieta Severo (a gata), Miúcha (a galinha), Pedro Paulo Rangel (o cachorro) e Grande Otelo (o burro).
Essa obra originou ainda um disco, lançado em 1977, e com participações de Nara Leão, MPB-4 e Chico Buarque.Em 1981, Os Trapalhões lançaram também sua versão, Os Saltimbancos Trapalhões.Lançado em plena ditadura militar, na vigência do AI-5, ainda é de se estranhar que a censura tenha liberado essa história revolucionária, que ensina que os subjugados podem modificar a situação se conseguirem ficar unidos. Anos mais tarde, na versão para o cinema estrelada por Renato Aragão - 'Os Saltimbancos Trapalhões', Chico Buarque aproveita para abordar a situação do artista circense e do artista de rua.
Assim, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Alegria da Zona Sul traz para avenida dos desfiles no seu carnaval, um enredo lúdico, ingênuo, mas não deixando de ter um cunho sócio político, pois é uma metáfora dos operários, que escapam do sistema assalariado, no caso dos bichos e que se juntam a um circo aonde vão trabalhar unidos e ganhar o próprio dinheiro. Todos trabalham e podem ser mais felizes, sem a repressão dos seus donos ou patronos, pois é no circo que eles encontram o sucesso e a liberdade de expressão.
É um alerta, para que devemos fazer o que gostamos na vida, sem vivermos reprimidos ou escravizados a valores que não acreditamos. Vivendo o dia a dia cada bicho vai se descobrindo e reconhecendo os seus defeitos e fazendo com que os seus talentos modifiquem a sua vida. Dessa forma, juntos eles são fortes e vencem a fúria dos seus donos - "patrões". É um exemplo de vida, de como devemos agir no nosso cotidiano. Podemos usar essa lição no carnaval e por que não? Unidos combateremos a má intenção dos equívocos que acontecem nos bastidores da cena carnavalesca. Sim, nós fortes conseguiremos.
Deixe a sua imaginação te levar e viaje com o nosso enredo para o seu mundo de pureza que ficou lá pra trás, num passado que está mais próximo do seu coração que você possa imaginar.
Solte a bicharada...Vamos nos divertir bicharada. Vamos brincar nesse carnaval!
Solte-se dos seus preconceitos de "donos patrões" e vistam-se com as fantasias dos bichos que sonham com o sucesso e pregam que só com a união e a amizade verdadeira, se vence na vida! Vamos fazer o mesmo com o nosso carnaval!!
Venha diverti-se com o nosso imaginário, sambe, sonhe, cante, mas não deixe de lutar por sua liberdade na vida.
Salve a arte pura e ingênua do artista popular brasileiro!
Autor e pesquisa do enredo Eduardo Gonçalves
Enredo para Maria Augusta Rodrigues, a mestre do lúdico, e para o eterno mestre das cores Oswaldo Jardim.
Dedico esse enredo também aos queridos saltimbancos: Ana Beatriz Genúncio, André Rodrigues, Bia Cavalcanti, Carlos Feijó, Edu Nunes, Fabio Fabato, Felipe Ferreira, Fernando Peixoto, Flavio Mello, Gustavo Melo, Lucas Vagner, Lucinha Nobre, Luis Fernando Reis, Marcos Capeluppi (BTU), Rafael Gonçalves, Roberto Vilaronga, Rogério Rodrigues, Tânia e Renato Índio do Brasil, Tatiana Ribeiro, Paulo Menezes, Paulo Renato, Vitor Saraiva, Wanyr Júnior, William Pedroso e à todos que durante esse inicio de ano de 2011, torceram e torcem pelo meu trabalho na avenida dos desfiles e que ainda acreditam que podemos sim, fazer carnaval com pequenos fragmentos de sonhos...água mole em pedra dura...
Eduardo Gonçalves

ARC UNIDOS DO CRUZEIRO (BRASÍLIA/DF)

DOMINGO, 31 DE JULHO DE 2011

Festa dos 50 anos com Fundo de Quintal foi um sucesso 

absoluto

A ARUC deu início, nesse sábado, às comemorações dos seus 50 
anos, com chave de ouro. A festa desse sábado, promovida com o 
apoio da Administração Regional do Cruzeiro e do deputado distrital Chico Leite, foi um sucesso absoluto. Mais de 6 mil pessoas 
participaram da festa, num clima de muita alegria, entusiasmo, 
animação e, principalmente, paz, harmonia e tranquilidade, sem 
nenhum incidente. Durante mais de 6 horas, o grande público presente cantou, sambou e se divertiu ao show das bandas Liberdade de 
Sonhar, Amor Maior, do sambista carioca Charles André, da Bateria 
Nota 10 da ARUC, do Grupo Fundo de Quintal e da banda Coisa 
Nossa, que fechou a programação.
A diretoria da ARUC agradece a comunidade do Cruzeiro e de todo o Distrito Federal que prestigiou o evento. Cruzeirenses de várias 
gerações, personalidades, como o compositor Carlos Elias, o diretor 
de Harmonia da Portela, Marcelo Jacob, o administrador regional do Cruzeiro, Salim Siddartha, o grupo de percussão Patubatê, as 
meninas do grupo Avacalhando o Vocal, entre outros, e, principalmente, 
cidadãos anônimos, representantes do povo do Cruzeiro e de todo o Distrito Federal e suas famílias deram um toque especial à festa, que mostrou, mais uma vez, a força, o prestígio e a representatividade da ARUC, no cenário cultural do Distrito Federal.
As comemorações dos 50 anos da ARUC vão continuar até o dia 21 
de outubro, aniversário da ARUC, quando será realizada outra grande festa, com a presença da Velha Guarda da Portela e outras atrações locais e nacionais, ainda não definidas. Antes disso, no dia 20 de 
agosto, será lançado oficialmente o samba-enredo e os figurinos da ARUC para o Carnaval 2012, com o enredo Portinari, as cores e as 
caras do Brasil, e inagurado o nosso novo espaço de eventos, cuja reforma está em fase final, que receberá o nomede Espaço Carlos 
Elias, homenagem ao sambista e compositor portelense e integrante 
do Conselho de Administração da ARUC. No dia 17 de setembro 
haverá um show com o Grupo Bom Gosto e convidados. A ARUC 
prepara, ainda, três produtos para comemorar o seu Jubileu de Ouro: 
um CD com os sambas-enredos históricos , um DVD com um documentário sobre os 50 anos da ARUC e um livro com fotos 
históricas de nossa entidade.
Obrigado, cruzeirenses!
http://unidosdocruzeiro.blogspot.com/2011/07/festa-dos-50-anos-com-fundo-de-quintal.html
Jubileu de Ouro (1961-2011)

GRSCES PÉROLA NEGRA (SÃO PAULO/SP)

GRES ARRANCO (RIO DE JANEIRO/RJ)

Sinopses 2012 - Arranco do Engenho de Dentro

A DANÇA é arte cênica que encanta os povos desde os primórdios da Civilização. Ao lado do Teatro e da Música, a dança é a arte que mais faz a cabeça de todos nós através dos tempos. O G.R.E.S. Arranco resolveu apostar nessa forma de lazer para apresentar o seu carnaval 2012.
Numa forma bem mais popular, o enredo traz um pouco da história da dança, que é tão grandiosa, e se confunde com a própria história da humanidade, com reflexos no surgimento dos folguedos populares que se espalharam mundo afora.
Nasceu o mundo, nasceu a dança! E o primeiro balanço que o corpo deu, nasceu o ritmo. Homens e mulheres da pré-história já encontravam as fórmulas de conectar o corpo com esse som, com esse balanço.
Já naquela época, esse balanço aliviava as dores fazendo abrir sorrisos. E o que era mais importante: estancava guerras, previa boas colheitas, assim como os dias de chuvas. Até mesmo, por incrível que pudesse parecer, as danças dos primórdios dos tempos, em certas ocasiões, imitavam o bailar das chamas das fogueiras que eram acesas para aquecerem os seres humanos.
O carnaval do Arranco começa por aí. Os fatos e lendas acontecidos ou criados no nascedouro do mundo abrirão o nosso desfile. Conta a lenda, ou o fato, que Shiva (ou Xiva) é Deus (Deva), o destruidor (ou transformador, renovador) na tradição hindu. Sendo que as primeiras representações surgiram no período Neolítico, por volta de 4000 a.C., na forma de Pashupatim, o "Senhor dos Animais".
A YÔGA, cuja criação prática é dessa época, produz transformação física, mental e emocional, portanto, intimamente ligada à dança e a ele. Por isso, Shiva é o (a) Deus (a) supremo (a) da Dança, por onde passa e repousa toda a alegria de dançar.
No Egito milenar de Antão já se dançava em tributo ao poderoso Deus Osíris. Eram comuns as danças clássicas dos povos asiáticos da época. Na Grécia Clássica, a dança era seguidamente atrelada aos jogos, em particular aos Olímpicos.
A Dança se caracterizou, através dos séculos, pelo uso do corpo seguindo de movimentos improvisados, a chamada dança livre.
É comum, em todos os casos, a dança com passos cadenciados e acompanhados ao som e compasso de música (aqui no nosso caso, do samba), envolvendo expressão de
sentimentos potenciada por ela.
A Dança é assim mesmo. Ela tem o poder de inebriar quem a pratica, como também embriagar quem a assiste e ouve. Foi assim com os chefes hindus na Índia tribal, na casta da dinastia chinesa e no Egito dos Faraós.
Foi assim ainda na Roma Antiga, quando, no então território judeu dominado pelos romanos, a bela e lascívia princesa Salomé seduziu o cruel Rei Herodes e, através de uma dança erótica, conseguiu a cabeça do condestável João Batista, que vivia sentando a mamona em todo mundo.
A dança invadiu o Velho Mundo. E ao penetrar nos suntuosos salões dos castelos medievais acabou criando hábitos e tudo mais. Nos salões elegantes só dava a boa valsa e ela rapidamente ganhou o mundo.
Com a valsa, vieram e se expandiram outras formas, como o minueto e o tango. Este último por si só representa um capítulo como forma de dança pelo mundo afora. O balé clássico foi outra forma de dança que ganhou o mundo e hoje chega ao popular.
Além de manifestações regionais das mais populares, como o famoso Baile de Veneza e suas pomposas e elegantes fantasias e máscaras, citamos ainda a grande ópera Bolero de Ravel e os hilariantes Saltimbancos, que tantas e tantas gerações encantaram por todo mundo.
Como seria natural, a Dança ultrapassou os requintados salões chegando ao campo através das improvisações do povo camponês, dando início a forma mais rudimentar e autêntica que o mundo conhece de se dançar.
Quando a Dança da elite ganhou o mundo em forma de operetas e de outras manifestações, surgiram então dançarinos e bailarinos fenomenais, entre qual a grande
Isadora Ducan, cuja vida nos palcos ou salões representa um capítulo a parte na história da dança no mundo artístico.
Aqui no Brasil, apenas em preito de reconhecimento, o Arranco lembra e destaca a grande Ana Botafogo, que coloca DANÇA, em forma de delicadeza, no mais alto pedestal.
Também aplaudimos de pé a presença sempre constante de Débora Colker, que é sempre destaque em qualquer tipo de espetáculo que realiza e participa.
Há de se destacar ainda as colonizações europeias que, muitas vezes a ferro e fogo, trouxeram para o Novo Mundo o mistério e a leveza da dança. O conquistador europeu aqui já encontrou uma forma selvagem e rudimentar de dançar. Os selvagens brasileiros e americanos, bem como os povos da América Central, já dançavam em louvor aos seus primitivos deuses.
No Brasil não foi diferente. Primeiro os portugueses, que quando chegaram implantaram danças típicas da santa terrinha. Só que o índio nem se tocou. Restou aos galegos somente dançarem entre si. Mais tarde, com a chegada do negro vindo acorrentado da África, os lusitanos assistiram boquiabertos aos escravos caírem dentro da sua própria dança. Na verdade, os negros nas senzalas, campos ou canaviais dançavam batucando seus tambores em louvor aos seus próprios Orixás. Orixás estes que nasceram diante do sincretismo da religião do branco colonizador.
Todas as danças nascidas ou desenvolvidas no Brasil chegaram aos dias atuais em formas de folguedos populares de ruas e próprios de cada religião brasileira.
Por isso, a escola de samba Arranco rende tributo para todas estas manifestações, notadamente para ACADEMIAS DE DANÇAS, que vivem a tradição de que dançar é o melhor remédio de corpo e alma para todos nós.
A Dança, nascida com o princípio do mundo, hoje está presente nas escolas de samba através do gingar dos passistas; na evolução das alas no bailado do mestre-sala e porta-bandeira e, finalmente, nas soberbas coreografias musicais das modernas e tão bem ensaiadas COMISSÕES DE FRENTE. São justamente para elas as homenagens do Arranco no Carnaval 2012.
Autor da sinopse: José Carlos Netto
Autores do Enredo: Jaime Arôxa, José Carlos Netto e Marquinhos do Toldo

LESGA (RIO DE JANEIRO/RJ)

A Liga das Escolas de Samba do Grupo de Acesso definiu as datas das finais de samba-enredo, das agremiações do Grupo B, que desfilaram na Terça-Feira de Carnaval de 2012.
O atual diretor geral de Carnaval da Lesga, Marquinhos, mais uma vez destacou, que a organização foi possível graças a harmonia e o bom dialogo entre as escolas e a Liga, criando uma agenda única para facilitar o deslocamento tanto dos dirigentes, quanto do público e da imprensa, como aconteceu com as agremiações do A.
"É importante observar que conseguimos evitar, em quase 99%, choque entre as datas das finais, tanto do Grupo A, quanto do B, e isto significa uma vitória para todos nós sambistas que muitas vezes eramos sacrificados devido ao corre-corre para estarmos no mesmo dia e na mesma hora em duas ou três agremiações, ficando inviável participarmos integralmente nos eventos. E com isso não aproveitavamos a festa. Tenho que parabenizar a todos os presidentes pela demostração de união e bom senso.
A única escola que ainda não definiu a data da final é a União do Parque Curicica - disse Marquinhos, diretor geral de carnaval da Lesga".
Confira o calendário:
GRES Sereno de Campo Grande - 14/10
GRES Difícil é o Nome - 28/10
GRES Mocidade de Vicente Carvalho - 29/10
GRES União de Jacarepaguá - 01/11
GRES Arranco - 01/11
GRES Tradição - 03/11
GRES Unidos de Padre Miguel - 04/11
GRES Alegria Da Zona Sul - 04/11
GRES Unidos da Vila Santa Tereza - 05/11
GRES Caprichosos de Pilares - 06/11
GRES União Do Parque Curicica - *
* Curicica, aguardando definição.

http://www.lesga.org/Detalhes.asp?Id=&IdInformacao=250

sábado, 30 de julho de 2011

GRESE IMPÉRIO DA TIJUCA (RIO DE JANEIRO/RJ)

IMPÉRIO DA TIJUCA DÁ A LARGADA E FAZ HOJE A APRESENTAÇÃO DOS SAMBAS CONCORRENTES AO CARNAVAL 2012

O G.R.E.S.E. Império da Tijuca fará sua noite de 
lançamento dos sambas-enredo concorrentes para o 
carnaval de 2012, hoje a partir das 21h, na quadra de 
ensaios da rua Medeiros Pássaro 84 - Tijuca.
Doze composições foram inscritas na disputa que vai 
eleger o hino oficial da verde e branco, que levará para a Marquês de Sapucaí o enredo: "Utopias - Viagem aos 
confins da imaginação", do carnavalesco Severo Luzardo 
Filho. 
Samba 01 - Carlos Hiram, Lão Goes, Marco Antonio França 
& Jorge Menendes
Samba 02 - Kaco, Nadinho, Demá Chagas & Elcinho Saara
Samba 03 - Vicente das Neves, Tiãozinho, Laert Inácio & Adilson da Viola
Samba 04 - Fabão, Serginho Gamma, Zeca Jam & Sergio 
Many
Samba 05 - Fernandão, Henrique Badá, Jacy Inspiração & 
Cabral Gadioli
Samba 06 - Julinho Cá, Antônio Carnaval, Ninho Pepeô & Jussara Cândida
Samba 07 - Orlando Português, Mangueira, Beto Batata, 
Galo & Leco da ALERJ
Samba 08 - Zezinho Professor, Sérgio Alan & Leozinho 
Nunes
Samba 09 - Fred Lima & Roberto Dias
Samba 10 - Hamilton Vidal & Tele Eugênio
Samba 11 - Claudio Melo
Samba 12 - Joel Cabineiro, Ninico Reis, Juarez Amizade & Rodolfo Caruso
A primeira eliminatória será realizada no dia 7 de agosto (sábado), e a final está marcada para a quadra da co-irmã Unidos da Tijuca, no próximo 22 de outubro.
Antes da convocação dos sambas concorrentes, o novo 
mestre-sala Marcílio Diamante será apresentado a 
comunidade. Ele e porta-bandeira Jaçanã serão os 
responsáveis pelas notas máximas no desfile oficial de 
2012. O intérprete Pixulé, a ala de passistas e os demais segmentos, vão sacudir a quadra com os sambas mais 
famosos da escola do morro da Formiga.
Serviço:
Lançamento dos sambas-enredo concorrentes - Carnaval 
2012
Data: 30 de julho de 2011
Horário: 21h
Local: Quadra do G.R.E.S.E. Império da Tijuca
Endereço: Rua Medeiros Pássaro 84 - Tijuca
Ingressos: R$ 5,00 (homens), R$ 2,00 (mulher) 
Reservas de mesas pelo tel. 2570-0364: R$ 10,00
http://ritmocarioca.blogspot.com/2011/07/imperio-da-tijuca-da-largada-e-faz-hoje.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+blogspot%2FMVrqU+%28RITMO+CARIOCA%29

GRES IMPÉRIO PRAIANO (QUINTÃO/RS)

Vou ser jurado!!!

GRES UNIDOS DA SAUDADE (NOVA FRIBURGO/RJ)

3ª TURMA CURSO TEMA ENREDO (PORTO ALEGRE/RS)

14h - Palestra de Sandro Rauly – carnavalesco da Vila Isabel (Viamão/RS) - Local: Assembléia Legislativa RS

COMISSÃO DE FRENTE

Acabei de ler o livro "Comissão de Frente: Alegria e Beleza Pedem Passagem", de Julio Cesar Farias. Recomendo!!!

GRES ESTÁCIO DE SÁ (RIO DE JANEIRO/RJ)

Luma de Oliveira visita barracão da Estácio de Sá

Na tarde de ontem quem compareceu no barracâo da Estácio de 
Sá foi a  grande homenageada para o carnaval de 2012 , LUMA DE OLIVEIRA.
A homenageada da escola fez uma visita à direção de carnaval e também ao aniversariante do dia Marcus Ferreira, que colocará
 na Marquês de Sapucaí o enredo LUMA DE OLIVEIRA CORAÇÃO 
DE UM PAÍS EM FESTA.
Luma ficou encantada com  o que viu e ouviu da direçâo da escola.
A mesma viu os figurinos das fantasias e o seu carro alegórico que 
virá no desfile.
No final da visita, Luma tirou fotos com os diretores da Estácio ,Presidente,
Carnavalesco e com o pavilhão da escola.

SAMBA CARIOCA

Rogerinho RATATUIA se apresenta dia 3 na LAPA

A casa Bar Lapa Rogerinho Ratatuia se apresenta nesta 4ª feira dia 03/08, às 21:00h.
Além de cantar músicas do seu cd, como por exemplo o sucesso "BLITZ DA LEI SECA", ele interpretará sambas de Cartola, Zeca Pagodinho, Luiz Carlos da Vila, Candeia, Fundo de Quintal, João Nogueira entre outros. Os músicos são do Grupo Receita de Samba
Entrada R$ 10,00 Horário: 21h End: Av Mem Sá, 93 Censura: 18 anos
http://ritmocarioca.blogspot.com/2011/07/rogerinho-ratatuia-se-apresenta-dia-3.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+blogspot%2FMVrqU+%28RITMO+CARIOCA%29

GRES UNIDOS DE COSMOS

UNIDOS DE COSMOS REALIZA FEIJOADA DIA 7

A escola de samba Unidos de Cosmo realizará sua feijoada no dia 7 de agosto e fará a apresentação da bateria, com Mestre Léo e sua diretoria a partir das 12h.